Pular para o conteúdo principal

Detentas do estado vão participar do Pronatec no processo de ressocialização

Data: 
terça-feira, 2 Maio 2017 - 16h00
Português, Brasil
FONTE: DIARIO DE PERNAMBUCO
Primeira unidade a receber o programa será a Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima

As presas das unidades carcerárias do estado vão fazer parte do Programa Mulheres Mil, vinculado ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A medida visa a inclusão social e econômica de mulheres encarceradas através da oferta de cursos profissionalizantes voltadas para os direitos e deveres, empreendedorismo, economia solidária, saúde e elevação da autoestima. A primeira unidade a receber o programa será a Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima.

O Mil Mulheres oferece Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) com carga horária mínima de 160 horas. A Secretaria Executiva de Ressocialização recebeu representantes do Ministério da Educação e da Universidade Federal Rural de Pernambuco para iniciar as análises de viabilidade da implantação, nessa quarta. À tarde, as equipes ainda conheceram a estrutura física da Colônia Penal Feminina do Recife (CPFR). As visitas serão realizadas em todas as unidades femininas. Neste programa, a UFRPE assume o papel de entidade executora do programa.