Pular para o conteúdo principal

UFRPE adota aplicativo teste de oferta e procura de carona por geolocalização

quarta-feira, 17 Maio 2017 - 15h44

Aquela história de unir o útil ao agradável ganha o plus da sustentabilidade e da solidariedade na UFRPE.  Professores, estudantes e técnicos-administrativos da Universidade já podem aderir ao programa Carona Phone, aplicativo que incentiva as caronas por meio de sistema de geolocalização. A ferramenta está em fase de testes, e, em breve, será ampliada para a versão oficial.

Qualquer membro da comunidade universitária pode entrar, participando inicialmente de grupo para testar o sistema, através do link: https://chat.whatsapp.com/K3WB5x10I5OExJO3XPSsnZ. O aplicativo foi desenvolvido por estudantes da Universidade de Brasília (UnB), e está disponível para Android no Google Play, contudo, só será possível fazer a inscrição pela UFRPE, para garantir maior segurança aos participantes, após esta primeira etapa de testes.

A iniciativa de beneficiar a comunidade da UFRPE com a tecnologia veio do professor Emanuel Araújo Silva, do Departamento de Ciências Florestais (DCFL), que procurou a Reitoria para o envolvimento de toda a comunidade universitária. Por meio de contato com os desenvolvedores, foi possível vincular o programa ao e-mail institucional, que pode ser acessado por todos os entes da UFRPE, via SIG@ - se ainda não tiver acesso, basta habilitar na plataforma.

Entre as vantagens do sistema, estão a redução do uso de veículos e combustíveis, a interação social e a diminuição de custo e tempo de deslocamento.  Para se cadastrar, não é necessário possuir automóvel. E o motorista da vez pode ser o passageiro da próxima ocasião.

 Por meio do aplicativo, é possível se conectar pelo Facebook e ver a foto e o perfil dos usuários, o número de vagas no carro e o trajeto que o motorista vai fazer. A pessoa que pedir carona sinaliza o local exato em que se encontra, e quem oferece poderá encontrar o passageiro facilmente. O usuário aciona a disponibilidade sempre que desejar.

De acordo com o professor Emanuel, o aplicativo foi a maneira encontrada para ajudar outros membros da comunidade no deslocamento até a UFRPE. “Eu morava em Candeias, e fazia o trajeto até Dois Irmãos diariamente. Pensei em desenvolver um aplicativo que conectasse as pessoas da Universidade, para oferecer carona, mas descobri que já existia o modelo”, conta.

“Já estávamos estudando a ação da carona solidária, quando conhecemos o aplicativo e o cadastro pelo SIG@. Além da solidariedade e da contribuição do meio ambiente, o usuário também tem uma pontuação, por meio da qual receberá prêmios”, explica o vice-reitor da UFRPE, professor Marcelo Carneiro Leão.

Adotado em universidades como a UnB, a UFSM e outras instituições, o Carona Phone tem sido bem avaliado pelos usuários e pode ser adaptado a cada comunidade. Um grupo inicial de professores e estudantes já testaram e aprovaram o sistema. A estudante do curso de Engenharia Florestal, Gabriela de Almeida, já começou a usar o aplicativo e espera que seja expandido para sua plena funcionalidade. “É bastante simples de utilizar, e a ideia de pontuação e premiação pode estimular ainda mais as caronas”, acredita.